quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

NAVIOS DE CRUZEIROS NOS AÇORES EM JANEIRO


Depois de um ano de 2017 em que os Açores tiveram um interessante número de escalas, o ano de 2018 também deverá igualmente trazer mais de uma centena de escalas ao arquipélago.
Assim no corrente mês de Janeiro teremos 8 escalas de navios de cruzeiros, sendo 5 em Ponta Delgada, 2 na cidade da Horta e 1 na Praia da Victoria.
As escalas do ano iniciam-se amanhã, dia 5 com a passagem no terminal de cruzeiros das Portas do Mar do paquete ARCADIA, da popular operadora britânica P&O.  
A escala deste popular navio de cruzeiros é a última de um interessante cruzeiro de 24 noites  com destino ás Caraíbas, aonde visitou alguns dos principais portos daquela região.
O ARCADIA foi construído nos estaleiros italianos  de Fincantieri em 2005, possui 86.799 toneladas de arqueação bruta. As suas dimensões são 289,8 metros de comprimento, 32,2 metros de boca e um calado de 7,8 metros. Disponibiliza 11 decks aonde se distribuem todos os espaços públicos assim como os camarotes. Tem capacidade para alojar  2016 passageiros em ocupação normal sendo a sua tripulação composta por 976 elementos.
No dia 9 será a vez da escala do BLACK WATCH, um dos navios da popular operadora britânica Fred Olsen Cruise Line
Esta escala é a primeira de um extenso itinerário de 108 noites à volta ao mundo denominado “Wonders of the World”, e que levará aquele navio  percorrer diversos pontos do globo, aonde fará 45 escalas em alguns dos mais paradisíacos portos nas Caraibas, Pacifico e Indico.
O BLACK WATCH foi construido nos estaleiros Wartsila em Helsínquia na Finlândia em 1972 para a extinta operadora Royal Viking Line com o nome de Royal Viking Star aonde se manteve até 1991. Entre 1991 e 1994 passou a fazer parte da Norwegian Cruise Line. Depois de uma breve passagem pela Royal Cruise line entre 1994 4 1996  foi adquirido pela Fred Olsen  e renomeado com o actual nome.
Possui 28.613 toneladas de deslocamento, tendo como comprimento 205,7 metros de comprimento, 25,2 metros de boca e um calado de 7,55 metros. Tem capacidade de alojamento para 820 passageiros e 415 tripulantes.
O BLACK WATCH depois desta passagem em Ponta Delgada rumará para a Horta, segunda escala deste longo e interessante cruzeiro.
As escalas do mês  irão  prosseguir no dia 20 e 21 com  nova visita aos Açores do  AIDAvita da operadora germânica Aida Cruises,  que volta a fazer nesta cidade a primeira de 3 escalas no arquipélago inseridas num
cruzeiro de 14 noites iniciado no dia 15 em Gran Canária, incluindo igualmente a passagem pelas cidades da Horta no dia 22,  e Praia da Victoria no dia seguinte. 
Construído nos estaleiros de Aket MTW na Alemanha em 2002, o AIDAvita possui 42.289 toneladas de arqueação bruta. As suas dimensões são 202,9 metros de comprimento, 28,1 metros de boca e 6,3 metros de calado. Tem capacidade para alojar 1266 passageiros em ocupação normal, que poderão chegar até aos 1.687 em ocupação máxima. A sua tripulação composta por 426 elementos.
O dia 26 marca o regresso a Ponta Delgada do SAGA SAPPHIRE, navio almirante da luxuosa operadora britânica Saga Cruises, empresa vocacionada para cruzeiros para adultos.
Esta escala em Ponta Delgada faz parte de um excelente itinerário de 32 noites intitulado “21 Nights Murder Mystery in the Caribbean”, que se inicia no próximo dia 22 do corrente mês na cidade inglesa de Southampton e que terá nas Caraíbas um deslumbrante itinerário com paragens em alguns dos principais destinos daquele arquipélago, e que antes do regresso ao seu porto de origem terá ainda escalas em Cabo Verde e Canárias.  
Construido nos estaleiros de Bremer Vulkan em Bremen Alemanha em 1981 para a companhia de cruzeiros alemã Hapag Lloyd foi baptizado como Europa.
A partir de 1998 passou por diversas companhias como Star Cruises, Pullmantur e CDF Croisiéres de France. Em 2011 foi adquirido para a Saga Cruises e depois de uma longa ida a estaleiro   entre Novembro de 2011 e Março de 2012 foi renomeado com o actual nome.
Das suas principais características realce para as 37.301 toneladas de arqueação bruta, 199,6 metros de comprimento, 28,55 metros de boca e um calado de 8,3 metros. Possui 12 decks, 10 dos quais destinados aos passageiros. Em ocupação normal pode transportar 752 passageiros que poderão chegar aos 1158 em ocupação máxima. A sua tripulação é constituída por 406 tripulantes.
As escalas de Janeiro terminarão no dia 28 com a visita a Ponta delgada do VENTURA, um dos maiores e emblemáticos navios da operadora P&O.
Esta escala é a ultima de um cruzeiro de 28 noites às Caraíbas que aquele operador promove na época de Inverno e que é muito do agrado dos britânicos, que assim têm a possibilidade de durante algumas semanas deixarem o Inverno das ilhas britânicas, trocando-o por um itinerário transatlântico para aquele arquipélago no outro lado do Atlântico, e que regra geral inclui uma visita ao arquipélago.  
Foi construído nos estaleiros italianos de Fincantieri, tendo sido inaugurado em Abril de 2008. Possui 116,000 toneladas de  arqueação bruta, 289 metros de comprimento, 36 metros de boca e 8,5 metros de calado. Possui 19 decks, 14 dos quais destinados ás áreas publicas para passageiros. Tem capacidade para alojar 3.192 passageiros em ocupação normal, que poderão chegar aos 3.597 em ocupação máxima. A sua tripulação é composta por 1.239 tripulantes.

fotos : António Simas, António Silva, Manuel Botelho
texto : António Silva

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

7 ESCALAS INAUGURAIS NOS AÇORES EM 2018

Agora que terminaram as escalas nos Açores em 2017, propomos um olhar pelos navios de cruzeiros que em 2018 irão fazer a sua estreia nos Açores, nomeadamente em Ponta Delgada.
O primeiro navio que fará a sua estreia em Ponta Delgada será o MSC PREZIOSA, da companhia italiana MSC Cruises no dia 19 de Abril.
A escala inaugural em Ponta Delgada ocorrerá no âmbito de um inovador roteiro transatlântico de 20 noites que se iniciará no porto de Santos no Brasil e que irá terminar em Kiel na Alemanha, e que para além de Ponta Delgada inclui igualmente escala em Lisboa. É a primeira que aquela operadora faz escala em Ponta Delgada em cruzeiros com inicio na América do Sul, facto que deve ser salientado 
Construído em 2013 nos estaleiros franceses STX Europe em St. Nazaire este impressionante paquete italiano é o último da classe Fantasia construido por aquele operador italiano, tendo algumas inovações em relação aos dois primeiros navios daquela classe, MSC Fantasia e MSC e MSC Splendida e identico ao MSC Divina que este ano também passará em Ponta Delgada nos dias 20 e 21 de Março.
O navio possui 139.072 toneladas de arqueação bruta e tem como dimensões 333,3 metros de comprimento, 38,1 metros de boca, 8,29 de calado e 66,81 metros de altura. Possui 18 decks, dos quais 13 são para passageiros. Tem capacidade para alojar 3.959 passageiros em ocupação normal, que poderão chegar aos 4.345 em ocupação máxima, sendo a sua tripulação composta por 1.370 elementos. 
Uma das mais aguardadas estreias no terminal das Portas do Mar será a do NORWEGIAN BREAKAWAY da famosa operado norte-americana Norwegian Cruise Line, que fará sua estreia neste cidade no dia 21 de Abril.
A sua passagem ocorre durante o seu regresso à Europa, aonde fará a época de Verão no Báltico, num cruzeiro transatlântico de 12 noites que se inicia em New York e que acabará na cidade de Southampton, sendo Ponta Delgada o único porto nacional a ter a visita deste imponente navio.
Construido nos famosos estaleiros de Meyer Werft em Papenburg na Alemanha foi entregue á NCL em Abril de 2013, tendo feito o seu cruzeiro inaugural no dia 30 daquele mês. Foi o primeiro navio da classe Breakaway construído para aquela operadora.
Com 145.655 toneladas de arqueação bruta, 325,64 metros de comprimento, 39,7 metros de boca e um calado de 8,6 metros o  NORWEGIAN BREAKAWAY é nesta altura o 18º  maior navio de cruzeiros do mundo em arqueação bruta. Possui 18 decks aonde se situam os alojamentos e áreas publicas. Em ocupação normal tem capacidade para 3.969 passageiros que poderão chegar até aos 5.088 em ocupação máxima. 
No dia 22 de Abril teremos outra estreia em Ponta Delgada com a escala do MARELLA DISCOVERY 2 da operadora britânica Marella cruises, dignação que se passou a chamar a Thomson Cruises. Esta escala em Ponta Delgada faz parte de um itinerário transatlântico desde Montego Bay e Palma de Maiorca, aonde aquele paquete fará a temporada de Verão no Mediterrâneo. 
O navio foi construido em 1995 nos estaleiros STX de St. Nazaire em França para a Royal Caribbean International como LEGEND of the SEAS. Em 2017 foi transferido da RCI para a Thomson Cruises passando a chamar-se Tui Discovery 2. Em Outubro de 2017 com a alteração do nome da operadora britânica passou então a ter o actual designação.
Possui 70.950 toneladas de arqueação bruta tendo como dimensões 264 metros de comprimento e 32 metros de boca. Disponibiliza 11 decks e tem capacidade para alojar 2.076 passageiros em ocupação normal e 750 tripulantes.
Para o dia 23 está agendada a escala inaugural do CELEBRITY SILHOUETTE, um dos mais recentes navios de cruzeiros da famosa operadora norte americana Celebrity Cruises. Esta primeira escala em Ponta Delgada faz parte de um roteiro Eeastbound entre Fort Laudardale e Southampton, aonde aquele paquete ficará sediado para a sua época de verão na Europa
Construído nos estaleiros de Meyer Werft em Papenburg na Alemanha em 2011, foi o quarto navio da classe Solstice a ser construído para a Celebrity Cruises.  Desloca 122.210 toneladas de arqueação bruta e tem como dimensões 315 metros de comprimento, 36,9 metros de largura e um calado de 8,3 metros. Tem capacidade de alojar 2.886 passageiros e 1.500 tripulantes. 
Registe-se que o CELEBRITY SILHOUETTE veio a Ponta Delgada no dia 20 de Abril do corrente ano tendo atracado durante cerca de 30 minutos no Terminal de cruzeiros das Portas do Mar, afim de desembarcar um passageiro a necessitar de cuidados médicos.
No dia 24 será a vez de Ponta Delgada receber pela primeira vez o navio de cruzeiros ZENITH da operadora espanhola Pullmantur, numa escala transatlântica entre Santo Domingo e Lisboa e que inclui ainda paragens em St.Kitts e St.Johns.
O ZENITH foi construido nos estaleiros de Meyer Werft em Papenburg na Alemanha em 1992 para a operadora norte americana Celebrity Cruises, aonde se manteve até 2007, ano em que passou a ser parte da actual operadora. Entre 2014 e o inicio do corrente ano esteve ao serviço da companhia francesa Criosieres de France. Entre as suas características principais destacam-se  as 47.255 toneladas de arqueação bruta, 208 metros de comprimento, 29 metros de boca e 7,8 metros de calado. Em ocupação normal o navio tem capacidade para receber 1.374 passageiros que poderão chegar aos 1,752 em ocupação máxima. Quanto à sua tripulação a mesma é composta por 657 tripulantes.
No dia 25 de Abril teremos em Ponta Delgada aquela que será a escala mais mediática do ano. Com efeito será nesse dia que o terminal de cruzeiros das Portas do Mar irá receber a escala inaugural do novíssimo NORWEGIAN BLISS, da companhia norte americana Norwegian Cruise Line.
A sua passagem por Ponta Delgada acontece no âmbito do seu cruzeiro inaugural entre Southampton e New York, sendo Ponta Delgada o único porto em Portugal com as honras de receber tão importante escala. 
Aquele navio deverá ser entregue à NCL no inicio do mês de Abril. de 2018, pois encontra-se ainda em construção nos estaleiros alemães de Meyer Werft em Papenburg  
Sobre alguns dos seus dados técnicos diremos que possui 167.800 toneladas de arqueação bruta, 325,9 metros de comprimento, 41,4 metros de boca e um calado de 9 metros. Possui 20 decks, 15 dos quais destinados ao alojamento e áreas publicas. Tem capacidade de alojamento para 4.248 passageiros em ocupação normal que poderão chegar ao impressionante número de 5.400 em ocupação máxima, sendo a sua tripulação  composta por 1.731 elementos.
 Podemos acrescentar que o NORWEGIAN BLISS é o terceira navio da classe Breakaway-Plus da NCL, depois da construção do Norwegian Escape e Norwegian Joy. Entre as inovações que o navio apresenta destaca-se uma pista de Karts eléctricos, para além de um inovador "laser tag course", para os fans de jogos de guerra virtuais.
Facto curioso é que com os seus 41,4 metros de boca (largura) o NORWEGIAN BLISS passa a ser o navio de cruzeiros  com maior boca que atracou em Ponta Delgada.
Finalmente no dia 2 de Setembro teremos a última escala inaugural de 2018 nos Açores com passagem pelo terminal de cruzeiros das Portas do Mar do MEIN SCHIFF 6, o mais recente navio de cruzeiros da conhecida operadora alemã TUI CRUISES.
Esta escala inaugural em Ponta Delgada faz parte de um cruzeiro transatlântico de 16 noites entre Palma de Maiorca e New York, e que para além de Ponta Delgada passará igualmente por Lisboa.
Construído nos estaleiros de Meyer Werft em Turku, Finlandia entrou ao serviço em Junho do corrente ano. É o quarto navio da classe Blue Motion construído por aquele estaleiro para esta jovem operadora alemã.
Desloca 98,811 toneladas de arqueação bruta, tem 295 metros de comprimento, 36 metros de boce e um calado de 8,25 metros. Possui alojamentos para 2.790 passageiros e 1,030 tripulantes. De salientar que esta escala marca o regresso da TUI aos Açores depois de  em 2016 Ponta Delgada ter recebido a visita do Mein Schiff3.

texto : António Silva

sábado, 23 de dezembro de 2017

NATAL 2017


O Azores Cruise Club deseja a todos os seus associados, amigos e simpatizantes Um Feliz Natal e Um Próspero Ano Novo.

The Azores Cruise Club wishes all its members, friends and supporters a Merry Christmas and a Happy New Year.

domingo, 26 de novembro de 2017

SEVEN SEAS EXPLORER em escala inaugural em Ponta Delgada

É já na próxima 3ª feira, dia 28 que o terminal de cruzeiros das Portas do Mar irá receber a escala inaugural do luxuoso navio de cruzeiros SEVEN SEAS EXPLORER, navio almirante da aclamada operadora Regent Seven Seas Cruises, uma das mais luxuosas companhias de cruzeiros da actualidade, com os seus navios a obterem as melhores referências pela comunicação social especializada.

Esta paragem em Ponta Delgada e no dia seguinte na cidade da Horta está inserida num cruzeiro de 26 noites iniciado no passado dia 12 deste mês na cidade italiana de Civitavecchia e que irá terminar no próximo dia 8 de Dezembro em Miami, e que incluiu igualmente escalas em Lisboa e Funchal.  
Construido nos estaleiros italianos da Fincantieri em Sestri Ponente, Génova O SEVEN SEAS EXPLORER foi inaugurado no Mónaco a 16 de Julho de 2016, sendo madrinha a princesa Charlene do Mónaco. 
Com 56.000 toneladas  de arqueação bruta, tem de comprimento 224,1 metros, 31,1 metros de boca e um calado de 7,1 metros. Disponibiliza 10 decks para passageiros, sendo a relação tripulação/hóspede de 1:1,36, o que por si só é mais um factor de destaque deste paquete.
Com capacidade máxima para 750 passageiros o navio custou aproximadamente 500 milhões de dólares, um custo considerado elevado quando comparado a outros navios com o dobro ou mais da dimensão do SEVEN SEAS EXPLORER, e que custaram um preço semelhante.

Sobre a tripulação saliente-se que esta é composta por 552 membros, sendo que destes 102 estão directa e indirectamente ligados à área gastronómica do navio.









Tal como todos os navios desta conceituada companhia, a Regent Seven Seas Cruises não se poupou em dotar o navio do que há de melhor em termos de luxo e de conforto. Entre as obras de arte que o navio possui saliente-se as de Picasso,Chagall e Miró, que por si só nos dão a ideia do luxo que este navio ostenta. Outra inovação que este navio apresenta é o facto de possuir a maior suite com varanda privada de um navio de cruzeiros.A Regent Seven Seas Cruises prima pelos ambientes requintados, gastronomia de excelência e o conceito de tudo incluído.


Outro dado curioso, que só por si revela o nível deste navio, é por exemplo o facto de que só em cristais existirem 150 peças nos diversos restaurantes, 97 unidades distribuídos pelas maiores suites do navio, e outros 218 cristais espalhados pelos corredores. Ainda existem 4262 metros quadrados de mármore Italiano nas áreas públicas. A Suite mais luxuosa é vendida a aproximadamente 10000€ por noite e inclui uma grande sala de jantar com um piano calculado em 250.000€. 














Entre as facilidades que o navio apresenta, saliente-se os seus luxuosos restaurantes, "Compass Rose", restaurante principal, "Pacific Zim" cozinha asiática, "Chartreuse" cozinha fancesa, "Prime 7" grelhados, "Sette Mari at la Veranda" cozinha italiana..
O navio é dotado igualmente de 2 piscinas uma delas com cobertura em vidro e com uma deslumbrante vista para o mar.
Estamos portanto perante uma relevante escala, que assinala a primeira visita deste extraordinário navios de cruzeiros e a segunda escala de várias previstas até 2020 desta famosa operadora, que até este ano apenas nos tinha visitado uma vez e já no longínquo ano de 2008.

fotos : Regent Seven Seas Cruises
texto : António Silva

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

QUEEN VICTORIA pela segunda vez este ano em Ponta Delgada

 O terminal de cruzeiros das Portas do Mar recebeu hoje pela segunda vez no corrente ano a escala do navio de cruzeiros QUEEN VICTORIA, um dos navios da conceituada operadora britânica Cunard Line.
Esta passagem por Ponta Delgada está inserida num interessante cruzeiro transatlântico de 24 noites ás Caraíbas, aonde se inclui a escala de hoje em Ponta Delgada e no próximo dia 8 de Dezembro na cidade da Praia da Victoria.
Neste itinerário o navio transporta 1984 passageiros e perto de 1000 tripulantes, que durante as cerca de 10 horas de escala puderam conhecer alguns dos recantos da nossa ilha.
O QUEEN VICTORIA foi construído nos estaleiros italianos de Fincantieri em Monfalcone, tendo sido  inaugurado em Dezembro de 2007. A sua madrinha foi a duquesa de Cornwall, Camila. 
Com 294 metros de comprimento, 32 metros de boca e um calado de 7,9 metros, possui 90.000 toneladas de arqueação bruta. Tem capacidade para alojar 2050 passageiros e 1050 tripulantes, Disponibiliza 12 decks para passageiros, aonde se situam os 1035 camarotes.
Como curiosidade final registe-se que o navio sofreu importantes alterações na sua estrutura  no passado mês de Maio,  com o acrescento de diversos camarotes à popa assim como algumas alterações nas suas áreas publicas que fizeram com que  tenha ficado com a silhueta idêntica à do Queen Elizabeth.   
Em 2018 o QUEEN VICTORIA tem agendadas duas escalas no arquipélago, ambas na cidade da Praia da Victoria.

fotos: Ivo Couto, Manuel Botelho, António Silva
texto;António Silva