sexta-feira, 22 de julho de 2016

Hight Speed Ferry "PINAR DEL RIO" em Ponta Delgada

O porto de Ponta Delgada recebeu hoje em escala de abastecimento o ferry espanhol "PINAR DEL RIO", da operadora Balearia e registado em Las Palmas, Gran Canária.









O navio partiu de Fort Laudardale, aonde operou em viagens entre aquele porto e as Bahamas e tem como destino o porto de Algeciras, tendo escalado as Barmudas entes desta passagem nos Açores.  
Das suas características técnicas saliente-se as 3474 toneladas de deslocamento, e as suas dimensões são 74 metros de comprimento e 21,6 metros de boca. Tem capacidade para transportar 463 passageiros em duas classes e ainda 92 viaturas.

fotos : António Silva, Directferries
texto : António Silva

sábado, 2 de julho de 2016

BLACK WATCH sofre incêndio na sua viagem de Ponta Delgada para o Funchal

Navio a  partir de Ponta Delgada na 5ª feira 
O paquete BLACK WATCH da operadora Fred Olsen Cruises Lines, que esteve na Praia da Victória e Ponta Delgada nas últimas 4ª e 5ª feiras sofreu um incêndio  na casa das máquinas auxiliares na manhã de ontem que danificaram 3 dos motores auxiliares que produzem energia para o navio. Os danos causados nos cabos afectaram  a iluminação e as comunicações do mesmo,  tendo o navio inclusive ficado à deriva durante algumas horas. Depois de algum tempo a energia foi reposta o que permitiu que o navio tenha chegado durante esta tarde ao porto do Funchal.
A aproximar-se do porto do Funchal pelos próprios meios
Segundo comunicado da companhia e depois de ponderadas todas as hipóteses, foi decidido cancelar o resto do itinerário e fazer desembarcar todos os seus 696 passageiros naquela cidade, aonde ficarão alojados em unidades hoteleiras esperando o seu regresso por via aérea ao Reino Unido em aviões que serão fretados pela companhia.
Navio já atracado no porto do Funchal
Foi igualmente salientado que o Capitão Henrik Mattson manteve sempre os passageiros informados de toda a situação a bordo.
Esta manhã chegaram ao Funchal o CEO da companhia Mike Rodwell com uma vasta equipa de apoio para tratar de todos os pormenores junto dos passageiros.  
Segundo informações da Fred Olsen o cruzeiro aos Fiordes agendado para se iniciar no dia 8 mantêm-se conforme o programado. 
Em manobra de partida desde o terminal das Portas do Mar 
fotos: Manuel Botelho, Sérgio Ferreira, Madeira Webcams
texto: António Silva

terça-feira, 28 de junho de 2016

BLACK WATCH nos Açores

                           
O Porto da Praia da Vitória recebe amanhã, dia 29 de Junho, a escala do navio de cruzeiros Black Watch, do armador Fred Olsen Cruise Lines. A referida visita à ilha Terceira resulta de um cruzeiro de 14 dias designado "The Azores & Madeira", cruzeiro este que inclui ainda mais uma escala em portos açorianos, no caso Ponta Delgada.
                           
Na cidade terceirense, o Black Watch é aguardado pelas 11h30 horas e estima-se que a sua permanência na Praia da Vitória se prolongue até às 23h00. No dia seguinte, está agendada escala em Ponta Delgada, escala essa que acontecerá entre as 07h00 e as 17:00 horas.
De realçar que este itinerário, com início e terminus em Dover, além das referidas ilhas açorianas, conta com escalas no Funchal, em Lisboa e Leixões. Esta complementaridade dos portos nacionais é potenciadora de um número crescente de itinerários que têm no nosso país como principal referência.
Na próxima semana, será a vez do Boudicca protagonizar um cruzeiro muito semelhante a este, apenas tendo como home port Greenock, na Escócia.

fotos : António Silva, Geoffrey Barrett
texto : André Moura/ Portos dos Açores 

terça-feira, 21 de junho de 2016

O FIM GLORIOSO DO "ATLÂNTIDA"

Depois de tantas interrogações, de tantos defeitos apontados, o "SPITSBERGEN", ex-Atlântida foi entregue ontem pelos estaleiros noruegueses da Fosen Yard à operadora Hurtigruten, especializada em cruzeiros pelas costas da Noruega e por cruzeiros de expedição a alguns pontos do planeta.

Depois da cerimónia de entrega, o SPITSBERGEN rumou com destino à cidade de Svolvaer aonde decorrerá a cerimónia de baptismo do mesmo.

As remodelações efectuadas naquele navio permitiram que o mesmo fosse transformado num excelente navio de cruzeiros e dotado de espaços públicos muito confortáveis e luxuosos, o que por certo fará aquele paquete ter o maior sucesso junto dos aficionados da Hurtigruten.









 

Podemos dizer que terminou em glória o destino deste ferry construído nos estaleiros de Viana do Castelo e e que depois de tantos anos sem um fim, acaba por ser transformado num luxuoso navio de cruzeiros.


Images Copyrights; Fosen Yard, Norway and  Hurtigruten
texto : António SIlva

terça-feira, 24 de maio de 2016

Grande movimento de navios de cruzeiros nos Açores

Até ao final do presente mês de maio, os portos açorianos vão registar um intenso movimento de navios de cruzeiros. Tal situação deve-se a facto que num espaço de 9 dias ocorram mais de 20 escalas, a maior parte das quais protagonizadas por dois navios que vão efectuar circuitos temáticos no nosso arquipélago e pelo regresso ao arquipélago de um dos mais luxuosos navios da actualidade.
Assim este conjunto de escalas iniciou-se ontem, dia 23 de Maio na cidade da Horta que recebeu a estreia do MARINA, pertença da companhia norte-americana Oceania Cruises, que naquele porto faialense estabeleceu um novo máximo para a ilha do Faial. Apesar dos 239,3 metros de comprimento não destronarem o recorde do Thomson Dream, com 243,2 metros, as 66.084TAB ultrapassam as 53.872TAB do navio da Thomson Cruises, facto que tornam o navio da Oceania Cruises no maior que visitou, até à data, o Porto da Horta.Esta passagem no Faial esteve inserida num roteiro transatlântico iniciado nopassado dia 14, em New York, tendo como destino final a cidade de Lisboa. 
Os 1161 passageiros que realizam este cruzeiro atlântico de 13 noites, denominado Essence Of The Atlantic, já visitaram Boston, Bar Harbor e Halifax antes das escalas de ontem na cidade da Horta e hoje em Ponta Delgada. Depois desta escala o navio fará igualmente uma paragem na cidade do Funchal antes de chegar a Lisboa.
Construído nos estaleiros italianos Fincantieri, em Génova, entrou ao serviço em janeiro de 2011. Com 239 metros de comprimento, 32,2 metros de boca, 7,4 metros de calado e 66 mil toneladas de arqueação bruta, tem capacidade para acomodar 1258 passageiros com 800 tripulantes. Possui 11 decks para passageiros, com um total de 629 cabines, 611 das quais possuem varanda e apenas 18 interiores.O navio da Oceania Cruises prima pela excelência de concepção e decoração das áreas públicas e excelentes suites. Em ambas, encontramos entre outros, pinturas de famosos artistas como Picasso ou Miró, sendo o restaurante temático do afamado Chef Jacques Pepin  uma das referências da categoria deste navio.
O armador não se poupou a esforços ou despesas para tornar este navio num dos mais luxuosos resorts flutuantes do momento. Efectivamente, a profusão decorativa e requinte que transparece em todo o seu interior não deixam ninguém indiferente. Áreas como o Grand Bar, Monte Carlo Casino, Horizon Lounge, The Grand Staircase, Red Ginger ou o magnífico restaurante The Grand Dining Room, exaltam os sentidos de todos aqueles que tiverem a oportunidade de viajar no MARINA.
Foto obtida desde o restaurante "À TERRA" do novo hotel AZOR
Referência final para as áreas exteriores do navio, espaços que, muito embora sigam padrões comuns aos demais navios de cruzeiro da actualidade, possuem pormenores que o diferenciam dos mesmos. É o caso do Sun Deck, zona da piscina exterior, onde podemos encontrar, por exemplo, palmeiras naturais.Por todos estes predicados, é inegável que o luxuoso MARINA é dos navios referenciados no panorama mundial, merecendo, quer o destaque de várias revistas da especialidade, quer as mais elogiosas críticas relativas às suas elegantes linhas exteriores e comodidades a bordo.
Igualmente temos de salientar o protagonismo deste conjunto de escalas no arquipélago aos navios BREMEN e HANSEATIC, ambos da frota do conceituado armador germânico Hapag Lloyd, dado que têm previsto realizar, no conjunto, cerca de 15 escalas nas ilhas açorianas.
O BREMEN e os seus 141 passageiros chegaram pelas 06h30 a  Ponta Delgada, ao passo que o HANSEATIC, que embarca no nosso porto os 163 passageiros, chegou pelas 18h30, ficando ambos os navios em "overnight" em Ponta Delgada.Finda esta estadia no porto micaelense, vão largar amarras ao final do dia de amanhã rumo ao Grupo Central, realizando dois interessantes périplos, o que não deixa de ser relevante pela crescente procura que o destino Açores tem gerado junto do mercado alemão, ao ponto de dois navios do mesmo armador visitarem, em simultâneo, este arquipélago.

fotos: Silvio Ferreira, Luís Prieto, José Mello Breyner, SpotAzores.
texto: António Silva/André Moura